5 de jul de 2012

Em Busca de um Amor - Capítulo 49




Vc: Como?
Amanda: Leucemia.
Vc: Eu me dava bem com ele?
Amanda: Ele e a sua mãe se separam quando você ainda era pequenininha...
Vc: E...?
Amanda: E ele só te procurou no início desse ano.
Vc: Que ano é?
Amanda: 2010 ( vocês vão intender o porque )
Vc: Quantos anos eu tenho?
Amanda: Vai fazer 17.
Vc: Continua.
Amanda: Você tinha alguma mágoa até descobrir a doença dele.
Vc: E depois?
Amanda: Você o perdoou e alguns dias ele faleceu.
Vc: ( meus olhos encheram de lágrimas ) Amanhã você pode trazer uma foto dele?
Amanda: Claro meu anjo , vai ser bom pra você.
Vc: E a minha mãe , o que aconteceu com ela?
Amanda: Bem , você e a sua mãe moram em um bairro afastado e um pouco esquecido de Nova York.
Vc: E o que eu vim fazer aqui?
Amanda: Você veio passar as férias aqui.
Vc: Em um hospital.
Amanda: ( ela não respondeu ).  Você também fez uma propaganda.
Vc: Uuuuuww quee chick! Propagando do quê?
Amanda: De um clube de patinação de gelo.
Vc: É?
Amanda: Aham , você fazia patinação de gelo , participou de vários concursos , ai alguém viu os seus vídeos , gostaram e te chamaram.
Vc: Haaa.
Amanda: Hoje eu vou dormir aqui com você.
Vc: Eu não quero incomodar , eu fico bem aqui sozinha.
Amanda: Eu vou ficar aqui e ponto final.

Fiquei em silêncio e sorri. Mais tarde chegou uma enfermeira e me trouxe meu jantar. Fiquei fitando o prato por um bom tempo.

Amanda: É melhor você comer antes que esfrie. ( mexendo no Ipad )
Vc: É ruim.
Amanda: Eu sei , mas tem que comer pra ficar forte.

Dei um sorriso forçado e comecei a comer aquela mistureba. Dois dias se passaram , e veio alguns médicos pra me ajudarem a dar os meus primeiros passos depois do acidente. Era como se eu tivesse voltado a ser uma bebê. Consegui dar uma volta no quarto , em 10 minutos voltei para a cama e dormi. Acordo com uma mulher bem familiar me chamando.

XxXx: Meu anjo.
Vc: Huum , quem é? ( estava sonolenta )
XxXx: Sou eu , a sua mãe.

Olhei para ela , e ela era linda.

Vc: Eu não me lembro de nada.
Mãe: Talvez haja um motivo.
Vc: Que motivo?
Mãe: Deus sabe o que faz.
Vc: ( sorri ). Queria me lembrar de tudo.
Mãe: Você vai se lembrar.
Vc: Daqui muito tempo , isso se eu conseguir.
Mãe: Você vai conseguir passar por todos os obstáculos.
Vc: Acho que não.
Mãe: Cadê a minha ( seu nome ) forte que nunca desiste?
Vc: Ela morreu quando aquele carro me atropelou.
Mãe: Não fale isso meu anjo. Tenha fé.
Vc: ( sorri )
Mãe: Hoje vou ficar aqui com você , coitada da Amanda ,ela deve estar cansada.

Minha mãe ficou ali sentada me contando algumas histórias de quando eu era criança , agente estava rindo abeça. Tive que tomar meu café da manhã e a enfermeira me dá alguns remédios e em seguida dormi , não tinha nada pra fazer , um tédio total. Quando acordo minha mãe não estava mais ali. O Justin estava me olhando com uma cara triste.

JB On:

Jb: Oi princesa.
Vc: Eu te disse pra me esquecer. ( difícil demais ter que falar isso pra uma pessoa que diz que um dia agente já foi feliz )
Jb: Impossível.
Vc: Por favor , você só vai piorar as coisas.
Jb: Pior do que já estão? ( ele olhou pra mim com uma cara de choro ).
Vc: ( não respondi nada , apenas olhei pra ele )
Jb: Por que não poderia ser mais fácil?
Vc: Acontece que nada na vida é fácil.
Jb: E por que justo com agente? ( ele estava segurando o choro )
Vc: O destino não escolhe. Nós também somos humanos , tudo pode acontecer com agente.
Jb: Olha , eu sei que ta sendo difícil pra você , pra mim também.
Vc: Eu imagino , mas eu não vou te iludir.
Jb: Ta ta , você já disse isso.
Vc: E por que ainda ta aqui?
Jb: Por que eu nunca amei alguém como te amei.
Vc: Eu te amei no passado ,e passou.
Jb: Nem se eu te conquistar de novo?
Vc: ( Sorri , abaixei a cabeça e fiquei em silêncio )

Vc: Como?
Amanda: Leucemia.
Vc: Eu me dava bem com ele?
Amanda: Ele e a sua mãe se separam quando você ainda era pequenininha...
Vc: E...?
Amanda: E ele só te procurou no início desse ano.
Vc: Que ano é?
Amanda: 2010 ( vocês vão intender o porque )
Vc: Quantos anos eu tenho?
Amanda: Vai fazer 17.
Vc: Continua.
Amanda: Você tinha alguma mágoa até descobrir a doença dele.
Vc: E depois?
Amanda: Você o perdoou e alguns dias ele faleceu.
Vc: ( meus olhos encheram de lágrimas ) Amanhã você pode trazer uma foto dele?
Amanda: Claro meu anjo , vai ser bom pra você.
Vc: E a minha mãe , o que aconteceu com ela?
Amanda: Bem , você e a sua mãe moram em um bairro afastado e um pouco esquecido de Nova York.
Vc: E o que eu vim fazer aqui?
Amanda: Você veio passar as férias aqui.
Vc: Em um hospital.
Amanda: ( ela não respondeu ).  Você também fez uma propaganda.
Vc: Uuuuuww quee chick! Propagando do quê?
Amanda: De um clube de patinação de gelo.
Vc: É?
Amanda: Aham , você fazia patinação de gelo , participou de vários concursos , ai alguém viu os seus vídeos , gostaram e te chamaram.
Vc: Haaa.
Amanda: Hoje eu vou dormir aqui com você.
Vc: Eu não quero incomodar , eu fico bem aqui sozinha.
Amanda: Eu vou ficar aqui e ponto final.

Fiquei em silêncio e sorri. Mais tarde chegou uma enfermeira e me trouxe meu jantar. Fiquei fitando o prato por um bom tempo.

Amanda: É melhor você comer antes que esfrie. ( mexendo no Ipad )
Vc: É ruim.
Amanda: Eu sei , mas tem que comer pra ficar forte.

Dei um sorriso forçado e comecei a comer aquela mistureba. Dois dias se passaram , e veio alguns médicos pra me ajudarem a dar os meus primeiros passos depois do acidente. Era como se eu tivesse voltado a ser uma bebê. Consegui dar uma volta no quarto , em 10 minutos voltei para a cama e dormi. Acordo com uma mulher bem familiar me chamando.

XxXx: Meu anjo.
Vc: Huum , quem é? ( estava sonolenta )
XxXx: Sou eu , a sua mãe.

Olhei para ela , e ela era linda.

Vc: Eu não me lembro de nada.
Mãe: Talvez haja um motivo.
Vc: Que motivo?
Mãe: Deus sabe o que faz.
Vc: ( sorri ). Queria me lembrar de tudo.
Mãe: Você vai se lembrar.
Vc: Daqui muito tempo , isso se eu conseguir.
Mãe: Você vai conseguir passar por todos os obstáculos.
Vc: Acho que não.
Mãe: Cadê a minha ( seu nome ) forte que nunca desiste?
Vc: Ela morreu quando aquele carro me atropelou.
Mãe: Não fale isso meu anjo. Tenha fé.
Vc: ( sorri )
Mãe: Hoje vou ficar aqui com você , coitada da Amanda ,ela deve estar cansada.

Minha mãe ficou ali sentada me contando algumas histórias de quando eu era criança , agente estava rindo abeça. Tive que tomar meu café da manhã e a enfermeira me dá alguns remédios e em seguida dormi , não tinha nada pra fazer , um tédio total. Quando acordo minha mãe não estava mais ali. O Justin estava me olhando com uma cara triste.

JB On:

Jb: Oi princesa.
Vc: Eu te disse pra me esquecer. ( difícil demais ter que falar isso pra uma pessoa que diz que um dia agente já foi feliz )
Jb: Impossível.
Vc: Por favor , você só vai piorar as coisas.
Jb: Pior do que já estão? ( ele olhou pra mim com uma cara de choro ).
Vc: ( não respondi nada , apenas olhei pra ele )
Jb: Por que não poderia ser mais fácil?
Vc: Acontece que nada na vida é fácil.
Jb: E por que justo com agente? ( ele estava segurando o choro )
Vc: O destino não escolhe. Nós também somos humanos , tudo pode acontecer com agente.
Jb: Olha , eu sei que ta sendo difícil pra você , pra mim também.
Vc: Eu imagino , mas eu não vou te iludir.
Jb: Ta ta , você já disse isso.
Vc: E por que ainda ta aqui?
Jb: Por que eu nunca amei alguém como te amei.
Vc: Eu te amei no passado ,e passou.
Jb: Nem se eu te conquistar de novo?
Vc: ( Sorri , abaixei a cabeça e fiquei em silêncio )

Era sempre assim , por trás de sorrisos , ela escondia um coração. Um coração tolo e idiota , que sempre estava pronto pra se decepcionar outra vez. E as vezes , tarde da noite , ela se limitava a ser quem ela realmente era. Ela se limitava a ouvir músicas e escrever textos , nos quais ela jogava tudo pra dentro de si. As mágoas , os sofrimentos , os cortes... Tudo pra dentro do coração tolo dela. E mesmo prestes a explodir , ela continuava sorrindo. Ela continuava forte , ou pelo menos , aparentava ser. Mas tudo o que ela queria era um novo coração. Um novo caminho , uma nova chance de recomeçar e desfazer seus erros. Ela já havia feito tantos erros. E uma nova chance não parecia pedir demais. Então ela desabou em palavras. Desabou em sentimentos , e continuou. Sorrindo novamente , fingindo novamente.
Peguei meu celular , abri o nosso projeto 365 e mostrei pra ela.

Vc: O que é isso?
Jb: Fotos.
Vc: Eu e você?
Jb: A outra você. Agente era feliz , será que você intende?

Ela continuou naquele silêncio dela.

Vc: Você poderia mandar revelar essas fotos?
Jb: Pra quê? Pra serem apenas uma lembrança pra você? Pra você deixar jogada na sua estante?
Vc: Não Justin , não é bem assim. Isso faz parte do meu passado.
Jb: Então me deixa fazer parte do seu futuro?
Vc: Me conquiste.
Jb: Eu vou te der de volta. Pode escrever.

E novamente , ela sorriu. Fui pra casa. 
Passei as últimas semanas fazendo shows. Nem tive como saber como a ( seu nome ) estava. Foi difícil ter que deixa-la naquele estado. Cheguei em casa e fui direto pra casa da Amanda , saber alguma notícia da ( Seu nome ).

Amanda: Oi Justin.
Jb: Oi ( sorri ). A ( seu nome ) já teve alta?
Amanda: Vem entra.

Ela me convidou pra entrar.Ficamos conversando no sofá.

Amanda: Ela já teve alta sim.
Jb: E ai , como ela ta?
Amanda: Se recuperando. O cansaço , as dores já passaram. Ela esta bem , agindo como se fosse uma outra ( seu nome ).
Jb: Eh , era de se imaginar. Aquela nossa ( seu nome ) morreu naquele acidente.
Amanda: Não perca as esperanças Justin , agente ainda vai conseguir ter a nossa ( seu nome)
Jb: Espero! E ela , onde ela ta?
Amanda: Descansando.
Jb: Será que ela vai continuar aqui em Atlanta?
Amanada: É melhor você conversar com ela.

2 comentários:

Comente e Seja Felix (: xoxo